top of page

Lei Paulo Gustavo: audiência pública busca sugestões para plano de ação em Rio do Sul

Proposta é reunir representantes dos setores cultural e artístico, incluindo agências e profissionais que trabalham com audiovisual





A Fundação Cultural de Rio do Sul, em parceria com o Conselho Municipal de Política Cultural - CMPC, promoverá em março a 1ª Audiência


Pública sobre a Lei Paulo Gustavo (Lei Complementar 195/2022). O principal objetivo é discutir a execução da lei no município, criando um plano de ação que leve em conta as demandas dos setores cultural e artístico, para aplicação de recursos em produções audiovisuais.


“Este primeiro momento é importante para que possamos ouvir quem faz a cultura de Rio do Sul e, principalmente, as agências e profissionais que trabalham no município e região com audiovisual. Vamos tirar dúvidas e analisar as sugestões, para entender e organizar a melhor forma de utilização da lei “, frisa o superintendente da Fundação Cultural, Rafael Tschumi.

Em seu texto original, a Lei Paulo Gustavo prevê o repasse de R$ 3,8 bilhões para ações emergenciais que visem combater e reduzir os efeitos da pandemia de Covid-19 no setor cultural. Inicialmente, Rio do Sul será contemplado com R$ 609.433,05.


A audiência pública está marcada para a próxima terça-feira, dia 07, às 19h, na Videoteca da Fundação Cultural, localizada na Rua Ruy Barbosa, 204, bairro Budag.


Jari Silva

Equipe de Comunicação

Fundação Cultural de Rio do Sul

(47) 3521 7702

bottom of page